18.4 C
Belo Horizonte
Tuesday, 13 / April / 2021
- Publicidade -

No vôlei feminino, Flamengo e Sesc RJ formalizam união

Mais Notícias

Viih Tube debocha de Juliete ao dar nome inusitado para partes íntimas

Juliette Freire no BBB21; advogada chama partes íntimas femininas com nome masculino.

Samarco pede recuperação judicial

A decisão também foi divulgada pela Vale em um comunicado ao mercado

Sorteio da mega-sena pode pagar R$ 27 milhões neste sábado

Aposta mínima custa R$ 4,50 e pode ser realizada pela internet

Choque com tropas deixa 11 manifestantes mortos em Myanmar

Em Taze, manifestantes enfrentaram militares com armas caseiras

O Flamengo e o Sesc Rio de Janeiro formalizaram na manhã desta sexta-feira (17) uma parceria para a formação de uma equipe de vôlei feminino durante as próximas três temporadas. O time vai se chamar Sesc RJ/ Flamengo. Estiveram presentes à entrevista coletiva o técnico Bernardinho, que comandará a equipe, e os presidentes Antonio Florencio de Queiroz Junior, do Conselho Regional do Sesc RJ, e Rodolfo Landim, do Flamengo.

A parceria já vinha sendo cogitada há alguns anos. Contudo, após o Sesc, maior campeão da história da Superliga Feminina, com 12 títulos, desfazer a equipe masculina, a organização considerou que o Flamengo seria o parceiro ideal para a sequência das atividades do tradicional time feminino.

O dirigente rubro-negro chamou de “histórica” a parceria. “Estamos reunindo Flamengo, Sesc, tendo um dos maiores vencedores do esporte brasileiro, um dos maiores ícones, que é o Bernardinho. Queremos colocar muita energia, força, nesse projeto do vôlei, que tem tudo para ser vencedor”, declarou.

Para o técnico Bernardinho, trabalhar dentro de um dos maiores clubes do mundo fará a diferença. “Além de ter uma das melhores equipes de futebol em nível mundial, o Flamengo é um clube gigante e é referência no remo, no basquete, na ginástica olímpica e no judô. Estamos começando um processo no vôlei. Mas nossa ideia é construir algo longevo e deixar um legado”.

O técnico bicampeão olímpico não deu maiores detalhes sobre a formação da equipe para a temporada 2020/2021. O certo, até o momento, é que a oposta Tandara não continua na equipe. Ela já foi anunciada pelo Osasco/Audax.

Além de planejar conquistas dentro das quadras, os novos parceiros projetam vitórias fora delas. “Unir a maior entidade de cultura, lazer e educação a um gigante como o Flamengo tem que ser uma semente para projetos maiores. Principalmente nas comunidades carentes. Queremos fazer ações e dar oportunidades de as pessoas se desenvolverem através do esporte”, disse o presidente do Conselho Regional do Sesc.

Inicialmente, os jogos da equipe vão acontecer no ginásio da Gávea. Porém, a utilização do ginásio do Maracanãzinho está entre as alternativas do Flamengo.

“Sem público, vamos jogar na Gávea. Com a volta do público, temos a opção do Maracanãzinho até novembro desse ano pelo contrato atual de concessão. E estamos também participando do processo de licitação para uma renovação pelos próximos 25 anos. O Flamengo não esconde que tem o interesse de pegar essas áreas como concessionário. Colocar um projeto poliesportivo de muitos e muitos anos”, declarou Landim.

Edição: Fábio Lisboa

- Publicidade -

Mais Notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -

Últimas Notícias

Viih Tube debocha de Juliete ao dar nome inusitado para partes íntimas

Juliette Freire no BBB21; advogada chama partes íntimas femininas com nome masculino.

Samarco pede recuperação judicial

A decisão também foi divulgada pela Vale em um comunicado ao mercado

Sorteio da mega-sena pode pagar R$ 27 milhões neste sábado

Aposta mínima custa R$ 4,50 e pode ser realizada pela internet

Choque com tropas deixa 11 manifestantes mortos em Myanmar

Em Taze, manifestantes enfrentaram militares com armas caseiras

Funeral do príncipe Philip deve ocorrer no dia 17

Cerimônia estava planejada; rainha Elizabeth passa por 8 dias de luto