13.4 C
Belo Horizonte
Friday, 25 / June / 2021
- Publicidade -

Brasil adere a aliança para aceleração da vacina contra a covid-19

Mais Notícias

Brasil recebe novo lote com 300 mil doses da vacina da Janssen

Nesta sexta-feira chegarão mais 3 milhões de doses do imunizante

Estados Unidos doam 3 milhões de doses da Janssen para o Brasil

Previsão é que lote chegue ao país na sexta-feira

Covid-19: Brasil registra 2.392 mortes e 115.228 casos em 24 horas

Total de casos confirmados é de 18,17 milhões

1º Lote de 1,5 milhão de doses da vacina da Janssen chega ao Brasil com atraso

Imunizante tem dose única e será distribuído aos estados
Elisa Lara
Elisa Larahttp://www.expressominas.com
Comunicadora, redatora, muito teimosa, amante das mídias digitais, viciada em trabalho, maratonista em serviços de streaming e jogadora. Ahaaaa Esqueci, vou ser a doida dos gatos!

O governo federal anunciou nesta quinta-feira (24) a adesão ao Instrumento de Acesso Global de Vacinas Covid-19 (Covax Facility), ação administrada pela Aliança Gavi e a liberação de cerca de R$ 2,5 bilhões para viabilizar o ingresso do Brasil nesta iniciativa. A adesão foi publicada em edição extra do Diário Oficial da União.

Segundo o governo, os países são convidados a participar do grupo e poderão se beneficiar, ao ter garantido o acesso ao fornecimento das vacinas disponibilizadas por meio da Covax Facility. Dessa forma, espera-se que o Brasil possa comprar imunizantes para garantir a proteção de 10% da população até o final de 2021, o que permite atender populações consideradas prioritárias.

A adesão permitirá o acesso ao portfólio de nove vacinas em desenvolvimento, além de outras em análise. Com a diversificação de possíveis fornecedores, aumentam as chances de acesso da população brasileira à vacina no menor tempo possível. Caberá à Covax Facility negociar com os fabricantes o acesso às doses das vacinas em volumes especificados, os cronogramas de entrega e os preços.

A Covax Facility é uma aliança internacional da Organização Mundial de Saúde (OMS), Gavi Alliance e da Coalition for Epidemic Preparedeness Innovations (CEPI), que tem como principal objetivo acelerar o desenvolvimento e a fabricação de vacinas contra a covid-19 a partir da alocação global de recursos para que todos os países aderentes à iniciativa tenham acesso igualitário à imunização.

De acordo com Palácio do Planalto, a iniciativa não impede que o país realize acordos bilaterais com outras empresas biofarmacêuticas produtoras de vacinas contra a covid-19 que não estejam contempladas pela iniciativa global. Também não ficam impedidas iniciativas já realizadas pelo Brasil com as biofarmacêuticas que fazem parte da iniciativa global.

Edição: Aline Leal

- Publicidade -

Mais Notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -

Últimas Notícias

Aprovação da reforma tributária é urgente e garante simplificação do sistema de arrecadação de impostos

Para o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), “a reforma tributária é fundamental”, mas “não deve gerar aumento de carga aos contribuintes brasileiros.”

Portaria restringe entrada de estrangeiros no país

De caráter temporário, medida está no Diário Oficial da União

Minas Gerais tem 45.245 mil óbitos pelo novo coronavírus

Minas Gerais registra 209 óbitos nas últimas 24h

Especialistas respondem porque é essencial tomar a segunda dose da vacina

Dúvida ainda é frequente entre brasileiros, que também questionam quais pessoas com comorbidades que podem vacinar contra a Covid-19

Brasil recebe novo lote com 300 mil doses da vacina da Janssen

Nesta sexta-feira chegarão mais 3 milhões de doses do imunizante
- Publicidade -
- Publicidade -