21.5 C
Belo Horizonte
Tuesday, 22 / June / 2021
- Publicidade -

Índia abre mão de testes de vacinas para ampliar imunização

Mais Notícias

OMS alerta que vacinas estão escassas nos países mais pobres

Covax entregou 90 milhões de doses a 131 países

Merkel pede responsabilidade à Uefa nos jogos da Eurocopa em Londres

Semifinais e final serão no estádio de Wembley a partir de 6 de julho

Itália não exigirá máscaras ao ar livre a partir de 28 de junho

Casos de covid-19 e hospitalizações estão em queda

Mortes por covid-19 na Colômbia passam de 100 mil

Saúde alerta sobre possível escassez de remédios e oxigênio

A Índia abriu mão, nesta quinta-feira (27), da exigência de testes locais de vacinas estrangeiras “bem estabelecidas” contra o novo coronavírus, enquanto tenta acelerar a campanha de imunização no país para conter o pior surto mundial da doença atualmente.

O país registrou este mês o maior número de mortes por covid-19 desde o início da pandemia no ano passado, respondendo por pouco mais de um terço do total geral.

Apenas cerca de 3% do total de 1,3 bilhão da população indiana foram vacinados com as duas doses, a taxa mais baixa entre os dez países com maior número de casos no mundo.

A decisão de hoje permitirá a importação de vacinas desenvolvidas pela Pfizer, Johnson & Johnson e Moderna, com as quais a Índia tem mantido negociações com pouco sucesso.

O governo do primeiro-ministro Narendra Modi tem enfrentado crescentes críticas por não ter conseguido vacinas para o seu povo, enquanto uma segunda onda devastadora atinge o imenso interior indiano.

“Isso é falha de governança, já que a Índia é um dos maiores produtores de vacinas”, escreveu Kaushik Basu, ex-assessor econômico do governo, no Twitter. “Bons dias virão, mas o lapso da vacina será lembrado.”

A Índia tem inoculado seu povo com a vacina da AstraZeneca, produzida localmente no Instituto Serum, e com a Covaxin, feita pela empresa local Bharat Biotech. Também começou a usar a Sputnik V, da Rússia.

Mas os suprimentos estão muito aquém dos milhões de doses de que o segundo país mais populoso do mundo precisa.

No mês passado, a Índia se comprometeu a acelerar as aprovações para vacinas estrangeiras, mas sua insistência em testes locais era um dos principais motivos para as discussões paralisadas com a Pfizer.

“A disposição agora foi alterada para dispensar a exigência de teste para as vacinas bem estabelecidas fabricadas em outros países”, disse o governo em comunicado.

Não houve resposta imediata da Pfizer, Moderna ou Johnson & Johnson aos pedidos de comentários da Reuters.

O país relatou 211.298 novas infecções nesta quinta-feira, ainda o maior aumento diário do mundo, mas quase metade das infecções diárias registradas no início deste mês.

O total de casos está agora em 27,37 milhões, enquanto as mortes estão em 315.235, de acordo com dados do Ministério da Saúde.

Especialistas acreditam que esse número está subestimado, já que apenas as pessoas com teste positivo são contadas, enquanto muitas nunca foram testadas.

Ela tem ganhado mais de R$ 5 mil por mês Bolos no Pote Lucrativos

O setor de alimentos é um dos poucos que cresce a cada ano independentemente da crise.

Consultas por R$24 | Cartão de Benefícios do Luciano Huck

Com o Cartão de TODOS, sua família passa por consultas, dentistas e faz exames na hora que precisa, pelo preço que pode pagar. E você ainda tem acesso a descontos em educação e lazer.
- Publicidade -

Mais Notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

O que deixou o Brasil à beira de uma crise hídrica histórica?

Irregularidade das chuvas ameaça abastecimento de água, impacta safra e encarece conta de energia no Brasil

BH amplia vacinação para todas as gestantes e puérperas sem comorbidade

Gestantes de qualquer idade e sem comorbidades são vacinadas em BH

Estado abre nova turma do curso de Liderança para Retomada Econômica para prefeirutas

Capacitação para prefeituras proporciona identificação, criação e entrega de soluções para recuperação financeira pós-covid-19

Minas Gerais tem 44.623 mil óbitos pelo novo coronavírus

Minas Gerais registra 40 óbitos nas últimas 24h

Minas Gerais recebe 26º lotes de vacinas contra covid-19

Imunizantes - 862 mil doses da AstraZeneca - chegam ao estado para reforçar vacinação dos grupos prioritários
- Publicidade -