21.5 C
Belo Horizonte
Tuesday, 22 / June / 2021
- Publicidade -

Fabricação de vacina da Fiocruz totalmente no Brasil começa dia 15

Mais Notícias

O que deixou o Brasil à beira de uma crise hídrica histórica?

Irregularidade das chuvas ameaça abastecimento de água, impacta safra e encarece conta de energia no Brasil

Trabalho infantil aumenta pela primeira vez em 20 anos

Dados são de relatório da OIT e do Unicef divulgado hoje

Veja o vídeo com a transmissão de eclipse raro pelo Observatório Nacional

É o eclipse anular, melhor visto no Canadá, Rússia e Groenlândia

Minas Gerais tem 41.720 mil óbitos pelo novo coronavírus

Minas Gerais registra 47 óbitos nas últimas 24h

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) deverá começar a fabricar a vacina da Oxford/AstraZeneca contra a covid-19 com o ingrediente farmacêutico ativo (IFA) produzido no Brasil no dia 15 de maio. A previsão foi feita pelo vice-presidente da instituição, Mario Moreira, em entrevista coletiva do Ministério da Saúde, em Brasília, nesta sexta-feira (7).

De acordo com o dirigente, a fundação está em condições de produzir e obteve a certificação de boas práticas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), mas ainda há procedimentos de avaliação a serem realizados, além do processo do registro definitivo do imunizante.

“Vamos ter que produzir lotes de validação acertados com procedimentos internacionais e a partir daí a gente já começa a produzir em escala industrial. Os testes deverão aguardar o registro definitivo da Anvisa. A expectativa é que em outubro tenhamos a liberação para entregar estes lotes produzidos de maio em diante”, disse Moreira.

A produção com o IFA nacional é resultado de um acordo de transferência de tecnologia entre a Fiocruz e o consórcio formado pela Universidade de Oxford e pela farmacêutica AstraZeneca. Até o momento as doses produzidas dependem de IFA importado da China.

Falta de matéria-prima

A lentidão no envio dessas substâncias tem dificultado o andamento da imunização no Brasil. Na entrevista coletiva, o secretário-executivo do Ministério da Saúde, Rodrigo Cruz, foi perguntado sobre as ações para acelerar a liberação dos IFAs pela China diante do quadro da previsão do Instituto Butantan de cessar a produção da Coronavac na semana que vem pela falta da matéria-prima, anunciada pelo diretor da instituição, Dimas Covas.

“O governo federal trabalha sempre junto com Instituto Butantan. Estamos sempre junto com eles para monitorar o recebimento dos insumos. O ministro [Marcelo Queiroga] esteve presente hoje com o embaixador chinês [Yang Wanming]. Estamos sempre conversando quer com embaixada em Pequim ou com embaixador chinês no Brasil”, disse o secretário executivo.

Contudo, Cruz acrescentou que o Ministério da Saúde não tem ainda informações do governo chinês quanto ao envio de IFAs.

Balanço

O secretário executivo apresentou um balanço das vacinas contra a covid-19 adquiridas. Até o momento, haveriam 532,5 milhões de doses contratadas. Perguntado por jornalistas se todo este montante já teria garantia em contrato, Cruz respondeu que esse quantitativo estaria “pactuado”.

“Não dá para falar que vacina não está contratada. Ela está formalizada. Não há chance de não receber essas doses conforme previsão contratual. Existem doses que são contratadas diretamente pelo governo e outras que são entregues pela Fiocruz”, colocou.

De acordo com a previsão do governo federal, ainda há 20 milhões de doses da indiana Covaxin e mais 10 milhões da russa Sputnik V, mas os dois imunizantes tiveram as importações negadas pela Anvisa. No caso do imunizante russo, a direção da Anvisa afirmou que da forma como ele foi desenvolvido seria impossível a aprovação.

Balanço de vacinas pactuadas até 5 de maio:

– 12 milhões do Instituto Serum

– 210 milhões da Fiocruz e Oxford/AstraZeneca (100 milhões em processo de entrega e 110 milhões para entrega no 2º semestre, sendo 50 milhões de IFA importado e 60 milhões com IFA nacional)

– 130 milhões do Instituto Butantan (100 milhões já adquiridas e 30 milhões em processo final de formalização)

– 42,5 milhões de doses da Covax Facility

– 100 milhões de doses da Pfizer

– 38 milhões de doses da Janssen

Pendentes de aprovação pela Anvisa

– 20 milhões de doses da Covaxin

– 10 milhões de doses da Sputnik V

Assista na íntegra:

Matéria atualizada às 19h34 para acréscimo de informações

Edição: Fábio Massalli

Baixe grátis livros de colorir personalizados para as crianças!

Para entreter as crianças de forma divertida e educativa, os livros personalizados de colorir são um prato cheio. Aproveite e baixe grátis!

Assista o filme Sem Remorso com Michael B. Jordan no Prime Vídeo | 30 Dias Grátis

Estrelado por Michael B. Jordan, o filme de ação Sem Remorso, adaptação do livro homônimo de Tom Clancy, é também a oportunidade do astro criar uma nova franquia de filmes para si, a partir do personagem John Kelly, um fuzileiro naval dos Estados Unidos, que busca por justiça pela morte de sua esposa grávida.
- Publicidade -

Mais Notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

O que deixou o Brasil à beira de uma crise hídrica histórica?

Irregularidade das chuvas ameaça abastecimento de água, impacta safra e encarece conta de energia no Brasil

BH amplia vacinação para todas as gestantes e puérperas sem comorbidade

Gestantes de qualquer idade e sem comorbidades são vacinadas em BH

Estado abre nova turma do curso de Liderança para Retomada Econômica para prefeirutas

Capacitação para prefeituras proporciona identificação, criação e entrega de soluções para recuperação financeira pós-covid-19

Minas Gerais tem 44.623 mil óbitos pelo novo coronavírus

Minas Gerais registra 40 óbitos nas últimas 24h

Minas Gerais recebe 26º lotes de vacinas contra covid-19

Imunizantes - 862 mil doses da AstraZeneca - chegam ao estado para reforçar vacinação dos grupos prioritários
- Publicidade -