15.4 C
Belo Horizonte
Friday, 16 / April / 2021
- Publicidade -

Governo adota Inteligência Artificial na classificação de tumores

Mais Notícias

Viih Tube debocha de Juliete ao dar nome inusitado para partes íntimas

Juliette Freire no BBB21; advogada chama partes íntimas femininas com nome masculino.

Samarco pede recuperação judicial

A decisão também foi divulgada pela Vale em um comunicado ao mercado

Sorteio da mega-sena pode pagar R$ 27 milhões neste sábado

Aposta mínima custa R$ 4,50 e pode ser realizada pela internet

Choque com tropas deixa 11 manifestantes mortos em Myanmar

Em Taze, manifestantes enfrentaram militares com armas caseiras

Governo de Minas já tem usado Inteligência Artificial (IA) para diagnóstico e tratamento de pacientes oncológicos. A tecnologia, desenvolvida na Fundação Ezequiel Dias (Funed) pela startup  OncoTag (nascida na instituição), funciona por meio de algoritmos e aprendizado de máquina para classificação molecular dos tumores. Com isso, auxilia o profissional de Saúde na tomada das melhores decisões clínicas para o tratamento de cada paciente.

Live

Nesta quinta-feira (22/10), às 10h, a sócia fundadora da OncoTag, Luciana Silva, fala sobre a tecnologia na live “Inteligência Artificial na Classificação de Tumores Humanos”. O evento on-line integra a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia da Funed e será transmitido pelo canal da Funed no YouTube. O evento é gratuito e aberto ao público em geral.

“O primeiro exame molecular que nasceu na fundação usando a inteligência artificial foi para a identificação genética do câncer de ovário – o OvarianTag”, conta Luciana Silva, que também é chefe do Serviço de Biologia Celular da Funed. 

Segundo  ela, o volume de dados biológicos que se tem acesso é maior a cada ano. Ela destaca que “a bioinformática utiliza uma série de instrumentos e plataformas atreladas a métodos computacionais e matemáticos para analisar e compreender os dados biológicos gerados”. E explica: “A partir desse grande volume de dados analisados, é possível encontrar respostas para novas estratégias de diagnóstico, prognóstico e cura de diversas doenças”.

Sobre a palestrante

Luciana Silva é doutora em Biologia Celular, com mestrado em Ciências Técnicas Nucleares e graduação em Biologia. Além de pesquisadora, é chefe do Serviço de Biologia Celular da Diretoria de Pesquisa e Desenvolvimento da Funed e sócia fundadora da startup OncoTag. É também professora no mestrado em Biotecnologia da Funed. Participa de ações para divulgação e popularização da ciência como pesquisadora colaboradora do programa Funed na Escola e do perfil Mundo das Células do Instagram.

- Publicidade -

Mais Notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -

Últimas Notícias

Viih Tube debocha de Juliete ao dar nome inusitado para partes íntimas

Juliette Freire no BBB21; advogada chama partes íntimas femininas com nome masculino.

Samarco pede recuperação judicial

A decisão também foi divulgada pela Vale em um comunicado ao mercado

Sorteio da mega-sena pode pagar R$ 27 milhões neste sábado

Aposta mínima custa R$ 4,50 e pode ser realizada pela internet

Choque com tropas deixa 11 manifestantes mortos em Myanmar

Em Taze, manifestantes enfrentaram militares com armas caseiras

Funeral do príncipe Philip deve ocorrer no dia 17

Cerimônia estava planejada; rainha Elizabeth passa por 8 dias de luto