24.5 C
Belo Horizonte
Tuesday, 18 / May / 2021
- Publicidade -

Estado quita pagamento do 13º salário de 100% do funcionalismo público

Mais Notícias

Déficit do Estado em 2022 será 23% menor do que o deste ano, prevê LDO

Projeto de lei foi enviado à ALMG nesta sexta-feira (14/5); ações do governo para incremento da receita e redução de despesas contribuem para melhoria nas contas

Após imunização, percentual de óbitos e internações entre idosos com mais de 70 anos cai no estado

Queda é mais expressiva em pessoas acima dos 80 anos, que receberam doses na maior operação de vacinação da história de Minas Gerais

Minas Gerais tem 34.837 mil óbitos pelo coronavírus

Minas Gerais chega a quase 35 mil mortos por corona

Minas Gerais tem 34.396 mil óbitos pelo coronavírus

Minas Gerais chega a quase 35 mil mortos por corona

Governo de Minas quitou, nesta sexta-feira (9/4), o pagamento do 13º salário de 100% do funcionalismo público mineiro, incluindo servidores ativos e inativos. A quitação do abono natalino referente a 2020 começou em dezembro do ano vigente, quando 39% dos servidores estaduais receberam integralmente o benefício.

O governador Romeu Zema destacou o empenho de sua gestão para honrar os compromissos com o funcionalismo. “Pegamos um Estado quebrado, mas essa é uma gestão focada na eficiência e comprometida em encontrar soluções para os problemas. Continuamos fazendo tudo o que está ao alcance para que os servidores possam receber em dia”, afirmou.

Parcelas

A primeira parcela do abono natalício, no valor de R$ 2 mil, foi paga no dia 23 de dezembro de 2020, quitando integralmente o benefício para 39% do funcionalismo estadual. Nos últimos anos, nenhuma parcela do benefício havia sido paga no ano vigente para todos os servidores.

Nos meses de janeiro, fevereiro e março de 2021 também foram depositadas parcelas de até R$ 2 mil para os servidores que ainda tinham valores a receber. Nesta sexta-feira (9/4), o pagamento de todos os funcionários públicos foi concluído.

Receitas extras

O pagamento foi viabilizado a partir do empenho fiscal e de gestão do Governo de Minas, além da entrada de recursos extraordinários no caixa do Estado, como os decorrentes da Lei Kandir.

Histórico

Além de herdar dívidas bilionárias com os municípios e fornecedores, o governador Romeu Zema teve que assumir, no início de sua gestão, em 2019, o pagamento do 13º do funcionalismo estadual referente a 2018 – não efetuado pela administração anterior. O benefício foi quitado em outubro de 2019. Já em 2020, o pagamento do 13º salário referente a 2019 foi quitado em maio.

Consultas por R$24 | Cartão de Benefícios do Luciano Huck

Com o Cartão de TODOS, sua família passa por consultas, dentistas e faz exames na hora que precisa, pelo preço que pode pagar. E você ainda tem acesso a descontos em educação e lazer.
- Publicidade -

Mais Notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -

Últimas Notícias

CPI da Covid: Ernesto diz que não fez declarações “anti-China”; senadores contestam o ex-ministro

Em seu depoimento na Comissão Parlamentar de Inquérito que analisa a gestão da pandemia de Covid-19 pelo governo

Modelo Bianca Domingues disse que estava fazendo sexo com MC Kevin antes do artista cair de varanda de hotel

A modelo Bianca Domingues e o funkeiro MC VK revelaram à Polícia Civil que estavam com o cantor no momento do acidente

Câmara discute destino de precatórios do Fundef

Destino de parte dos recursos ainda não pagos está em análise