18.4 C
Belo Horizonte
Tuesday, 13 / April / 2021
- Publicidade -

Ansiedade: Impactos e Desafios

Mais Notícias

Viih Tube debocha de Juliete ao dar nome inusitado para partes íntimas

Juliette Freire no BBB21; advogada chama partes íntimas femininas com nome masculino.

Samarco pede recuperação judicial

A decisão também foi divulgada pela Vale em um comunicado ao mercado

Sorteio da mega-sena pode pagar R$ 27 milhões neste sábado

Aposta mínima custa R$ 4,50 e pode ser realizada pela internet

Choque com tropas deixa 11 manifestantes mortos em Myanmar

Em Taze, manifestantes enfrentaram militares com armas caseiras
ANSIEDADE, IMPACTOS E DESAFIOS

Quem nunca se percebeu ansioso que atire a primeira pedra!

Nunca se ouviu falar tanto sobre ansiedade como nos tempos atuais, porém esse sintoma não é tão moderno quanto parece.

A ansiedade sempre esteve presente entre nós. Desde os nossos ancestrais. Acreditem, ela foi uma das responsáveis para a preservação da espécie humana. Tendo função adaptativa, quem não fosse ansioso o suficiente não sobreviveria as ameaças do paleolítico.

Com a evolução e a civilidade outros perigos nos rondam e estressam, como a competitividade social, segurança, competência profissional, sobrevivência econômica, perspectivas futuras. Com a pandemia o perigo ficou ainda mais eminente, intensificando as patologias que a envolvem.

Você sabe o que é ansiedade?

A ansiedade é uma emoção inerente ao ser humano, considerada normal como qualquer outra emoção.

Relacionada ao sentimento de apreensão frente uma ameaça, perigo real ou imaginário.

Tem função protetiva e seu excesso acaba gerando sentimentos de agonia, aflição, impaciência, irritabilidade e comportamentos inadequados que afetam a si e o seu meio social.

A Ansiedade é uma excessiva agitação do sistema nervoso central.

Seus sintomas são em grande maioria físicos também, por isso tem ação paralisante e inibidora.

De origem cerebral, através do estágio de ameaça ocorre a geração do aumento de adrenalina e cortisol gerando um estimulo nas glândulas suprarrenais despertando assim, uma resposta de luta ou fuga. Tais respostas podem vir acompanhadas dos mais variados sintomas, sendo eles: atenção voltada para o perigo e sensações físicas aumento da frequência respiratória;(sufocamento; formigamento; desrealização), Aumento do fluxo sanguíneo, tensão muscular; pele mais fria; pálida) aumento da temperatura corporal aumento de suor), diminuição da produção de saliva (boca seca) aumento dos batimentos cardíacos (sensação de palpitação) ,intestino e estomago diminuem sua função: náusea; queimação; diarreia ou constipação.
A ansiedade é saudável quando ela é protetiva, ajudando a resolver o problema, nos levando a sair da zona de conforto. A mesma se torna patológica quando traz sofrimento e prejuízos trazendo impactos negativos a vida, supervalorizando os riscos, subestimando seus recursos de enfrentamento, sua capacidade de lidar com o problema.

4 SITUAÇÕES QUE A ANSIEDADE NÃO NOS AJUDA

1. Intensa/ dolorosa
1. Inesperada (do nada) – crises de pânico
2. Frequente (dura mais tempo do que deveria)
3. Atrapalha a nossa concentração/ trabalho
4. Atrapalha ou impede contatos sociais

A questão não é a ansiedade em si mas como ela se apresenta em momentos que não estamos sob fatores estressantes. De forma assim a ser desproporcional, trazendo prejuízos.

Quais são os Sintomas psicológicos da Ansiedade?

• Constante tensão ou nervosismo
• Sensação de que algo ruim vai acontecer ou que pode-se perder o controle
• Problemas de concentração
• Medo constante
• Descontrole dos pensamentos
• Dificuldade em esquecer o objeto de tensão
• Preocupação exagerada em comparação com a realidade
• Problemas para dormir
• Irritabilidade
• Agitação dos braços e pernas

Sintomas Fisiológicos:

• Taquicardia
• Fala acelerada
• Tensão muscular
• Tontura e sensação de desmaio
• Sensação de fraqueza ou cansaço
• Boca seca
• Agitação de pernas e mãos
• Mãos e pés frios ou suados
• Enjoo e vômitos
• Enxaqueca
• Insônia
• Irritabilidade
• Tensão muscular
• Dor de barriga ou diarreia
• Sudorese
• Rubor fácil
• Palpitação e dores no peito
• Tremores
• Desrealização – despersonalização – como se as coisas estivessem se movimentando ou parecendo fotos borradas.

Sintomas comportamentais:

• A prostração também pode ser um sintoma de Ansiedade, é importante ressaltá-la, pois paralisa o indivíduo, impedindo que o mesmo seja capaz de realizar o enfrentamento.
• Dificuldade de concentração
• Sensação de incompetência para resolver problemas dificultando as estratégias eficazes.
• Sabotagem
• Fuga do foco
• Perca de interesse
• Fuga
• Isolamento
• Irritabilidade
• Agressividade
• Impulsividade

A ansiedade quando não tratada leva ao alcoolismo, depressão, incapacidade funcional, vícios.
*Com a Covid-19 houve o aumento significativo de bebidas alcoólicas, podendo ser atrelado ao momento de intensa ansiedade, também podemos associar o aumento da violência doméstica.

Pessoas mais propensas a apresentar:

• Mulheres
• Viciados em jogos ou internet
• Grávidas
• Pessoas mais jovens

Causas:

• Não se sabe ao certo as causas mas fatores que influenciam no seu desenvolvimento:
• Genética: histórico de transtorno de ansiedade na família
• Traumas passados
• Problemas na infância
• Doenças Físicas
• Problemas cardíacos como arritmias
• Doenças hormonais como hipertireoidismo e hiperadrenocoticismo.
• Problemas respiratórios como doença pulmonar obstrutiva crônica
• Dores físicas crônicas
• Abuso de drogas, álcool ou
• Ruminações (fica remoendo os pensamentos até resolvê-los)
• Medicação como benzodiazepínicos
• Antecipação dos fatos
• Pensamentos disfuncionais como: Não vou conseguir! Eu não dou conta! (Retroalimentam a ansiedade)
• Preocupação quanto a exposição
• Preocupações excessivas, medo, competitividade, acontecimentos que causam estresse, abuso de substâncias (álcool, cigarro, drogas), e do estilo de vida adotado no qual não deixamos nosso cérebro descansar, celular, etc.

PRINCIPAIS TRANSTORNOS RELACIONADOS:

• Transtornos de Ansiedade Generalizada (TAG) – sem causa aparente – não necessariamente ligada ao ambiente
• Transtorno Obsessivo Compulsivo (TOC)
• Fobia Social (FS) – associado a interação social
• Transtorno de Estresse Pós Traumático (TEPT)
• Transtorno do Pânico (TP) – medo de ter o ataque – não saber quando vem – pessoa sente que vai morrer.

TÉCNICAS DE ENFRENTAMENTO

Primeiro passo: É IMPORTANTE ENTENDER QUE: NÃO É LETAL! Esse entendimento por si só JÁ VAI TE AJUDAR A DIMINUIR SUA ANSIEDADE, então acredite, tem uma duração limitada, Vai passar!

Entender que nem tudo está no nosso controle mas que pequenas atitudes podem nos ajudar:

• TCC- Técnica de Desafiar Pensamentos:
• (Pensamentos usam nossas Experiências passadas para adivinhar o que pode acontecer no futuro. Não são precisos e verdadeiros sempre…
• 1º passo: identificar o tipo de pensamento que tem surgido em sua mente
• 2º passo: desafiá-lo: existem outras suposições? O que você falaria para um amigo se ele estivesse passando por isso? Se o pior acontecer existe alguma ferramenta para lidar com isso?
• 3º passo: tentar construir um pensamento que tenha mais a ver com a realidade e que desenvolva soluções para lidar com aquele problema
Isso ajuda a perceber a nossa capacidade de lidar com o que não temos controle.
• Técnica de Visualização: Imaginar qual a sensação vai sentir quando a ansiedade voltar ao nível inicial, nos faz lembrar que a ansiedade é passageira
• Colocar ações que mostrem para o nosso cérebro que aquilo não é uma ameaça
• Como eu agiria se não estivesse ansioso
• Praticar atividade Física regularmente
• Meditação
• Fazer exercícios respiratórios
• Mindfulness
• Ouvir músicas relaxantes
• Ser mais organizado
• Ter foco e ocupar-se mais com o presente
• Ficar mais tempo com quem se ama
• Praticar o autoconhecimento
• Valorizar seu momento de descanso e preservar suas horas de sono
• Avaliar a credibilidade dos pensamentos negativos e questioná-los.
• Dedicar momentos para cuidar de você.
• Estabelecer limites para o uso de aparelhos tecnológicos
• Ler
• Escrever sobre seus sentimentos
• Atividades que te tragam prazer
• Mentalizar pensamentos positivos
• Aceitar as próprias limitações. Podemos não saber algumas respostas, não somos perfeitos.
• Tratamento: psicoterápico e psicofarmacológico.
• Respiração: trabalhar uma respiração mais refinada utilizando o diafragma.
• Técnica da distração: Voluntariamente volta-se o pensamento para algo que exija em esforço mental, contar de 4 em 4; lembrar o nome dos membros familiares, etc.

Para alcançarmos resultados positivos no enfrentamento é Importante a troca de olhar, deve ocorrer a mudança de percepção.

Dicas:

• Filtre as informações sobre o assunto (evitar manter os noticiários ligados sempre).
• Evite abrir as redes sociais o tempo todo (separe um momento do dia para abrir instagram, twitter, facebook, e lembre-se que nem tudo que se vê é verdade, vivemos um cenário de muitas notícias duvidosas, priorize fontes confiáveis)
• Leia livros, assista filmes, permita-se em alguns momentos transportar-se para outras realidades, algo que acalme sua mente.
• Seja solidário, dando atenção mesmo que virtual ou por ligação para pessoas que se encontram mais vulneráveis, se oferecendo para fazer compras, etc. A ao exercitar a empatia você se sentirá menos impotente.
• Compartilhe histórias positivas: casos de recuperação, boas ações, pensamentos e palavras otimistas,ajudando as pessoas a renovar sua esperança. Acredite, as palavras tem um grande poder!
• Expresse o que sente por meio de atividades: escreva, pinte, desenhe, cante.
• Crie uma rotina: ela ajuda a organizar sua mente durante o isolamento. Mantenha horário de trabalho, intervalos, refeições, lazer, descanso, se arrume mesmo que para ficar em casa, evitando passar o dia todo de pijama na cama, pois a longo prazo não será saudável.
• Faça exercícios físicos: ajuda a melhorar o estresse, autoestima, qualidade do sono, concentração- temos ai várias pessoas disponibilizando aula online gratuita de yoga, treinos aeróbicos
• Faça exercícios respiratórios: coloque uma mão no abdômen e a outra no peito, respire profundamente e expire pela boca, repita o processo dez vezes.

Habilidades que nos ajudam no enfrentamento da ANSIEDADE:

• Autocompaixão: agir conosco como agiríamos com pessoas que amamos, respeitando que não somos perfeitos (nos ajuda a enfrentar adversidades de uma forma mais produtiva)
• Resiliência: capacidade de se recuperar de situações de crise e aprender com ela.

DESAFIO

Agora é com você!

Procure devagar encontrar estratégias de enfrentamento que você se identifique, tente aplica-la. Tendo sucesso escolha outra, e depois outra. Um dia de cada vez, vá mudando a sua forma de pensamento, mude o olhar.

Se respeite, se acolha, se priorize, se abrace, se cuide! Você consegue! Alice Sá – Psicóloga



- Publicidade -

Mais Notícias

5 COMENTÁRIOS

  1. olá Alice, o mundo de hoje se tornou muito individualista e exibicionista, as pessoas estão mais preocupadas com o que pensam de si que o que realmente se precisa. e talvez isto seja um fator desencadeador para a ansiedade, as pessoas esquecem de viver pra si e se preocupam em viver como se dita a regra da maioria. a ansiedade, acredito eu, tem como gatilho o excesso de cobrança da sociedade sobre como se deve viver. Se focarmos em nós mesmo, talvez seria mais fácil despistar a ansiedade, não sei se estou falando besteira, mas acredito eu, que todos nós temos um grau de ansiedade, e cabe a cada um tentar controlar olhando pra si, pois cada pessoa é diferente da outra, assim também como o auto conhecimento de cada um é diferente. precisamos nos conhecer bem pra saber o que realmente precisamos e deixar de viver a ditadura exposta pela sociedade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -

Últimas Notícias

Viih Tube debocha de Juliete ao dar nome inusitado para partes íntimas

Juliette Freire no BBB21; advogada chama partes íntimas femininas com nome masculino.

Samarco pede recuperação judicial

A decisão também foi divulgada pela Vale em um comunicado ao mercado

Sorteio da mega-sena pode pagar R$ 27 milhões neste sábado

Aposta mínima custa R$ 4,50 e pode ser realizada pela internet

Choque com tropas deixa 11 manifestantes mortos em Myanmar

Em Taze, manifestantes enfrentaram militares com armas caseiras

Funeral do príncipe Philip deve ocorrer no dia 17

Cerimônia estava planejada; rainha Elizabeth passa por 8 dias de luto