17 C
Belo Horizonte
Monday, 10 / May / 2021
- Publicidade -

Pastora bissexual troca igreja para trabalhar em site adulto

Mais Notícias

Custo da cesta básica aumenta em 15 capitais em abril

Florianópolis lidera ranking no custo de kit básico de alimentação

Fiocruz alcança 30 milhões de doses de vacinas entregues ao PNI

Fundação é responsável pela fabricação do imunizante Covishield

Prouni divulga aprovados em vagas remanescentes do primeiro semestre

Selecionados têm até o dia 13 de maio para confirmar informações

Covid-19: OMS aprova vacina Sinopharm no consórcio Covax Facility

Sinopharm é o primeiro imunizante chinês a ser aprovado

Nikole Mitchell, hoje com 36 anos, mãe de 3 filhos, foi criada em uma família batista, estudou para ser pastora, mas encontrou outra vocação há 3 anos, quando abandonou de vez a igreja, aassumiu a bissexualidade e começou a fazer ensaios eróticos. Hoje, a modelo erótica americana lucra vendendo fotos e vídeos íntimos no site OnlyFans.

“Desde muito jovem, eu fantasiava ser uma stripper. Mas fui doutrinada a acreditar que meus desejos e meu corpo eram pecaminosos” disse ela em uma entrevista ao jornal New York Post.

A vida como pastora começou em 2011, quando ea se juntou a uma comunidade em Mennesota, nos Estados Unidos, na igreja St. Paul, ao lado do então marido. Como sempre fazer perguntas aos pastores, ela foi convidade a se tornar uma deles. Entrou para o seminário logo depois de se formar na faculdade. “Estar no palco na frente de milhares de pessoas – era isso que eu sonhava há anos”, contou ela.

Depois de separada, a modelo começou a questionar a própria sexualidade: hoje ela se identifica como bissexual e pansexual.

“Todo mundo tem o direito de se expressar do jeito que se sentir bem e isso me deixa feliz”, afirmou Nikole, que tem uma conta de Instagram com mais de 100 mil seguidores, onde costuma publicar fotos sensuais.

Desde o ano passado, Nikole começou a postar fotos íntimas no site OnlyFans, no qual os usuários pagam para receber conteúdos exclusivos. Ela fatura cerca de US$ 100 mil (aproximadamente R$ 560 mil) por mês. A mulher se diz realizada com a nova forma de viver: “Eu honestamente acho que nasci para tirar a minha roupa, parece uma chamada”.

- Publicidade -

Mais Notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -

Últimas Notícias

Custo da cesta básica aumenta em 15 capitais em abril

Florianópolis lidera ranking no custo de kit básico de alimentação

Fiocruz alcança 30 milhões de doses de vacinas entregues ao PNI

Fundação é responsável pela fabricação do imunizante Covishield

Prouni divulga aprovados em vagas remanescentes do primeiro semestre

Selecionados têm até o dia 13 de maio para confirmar informações

Covid-19: OMS aprova vacina Sinopharm no consórcio Covax Facility

Sinopharm é o primeiro imunizante chinês a ser aprovado

Covid-19: Brasil tem 419,1 mil mortes e 15,08 milhões de casos

Número de pessoas recuperadas da doença passa de 13,6 milhões