24 C
Belo Horizonte
Monday, 25 / October / 2021
- Publicidade -

Nove em cada 10 brasileiros consideram grave a situação da pandemia, segundo pesquisa da CNI

Mais Notícias

Justiça nega isenção de taxa do Enem para quem não justificou falta

Edital não prevê medo da pandemia como justificativa de ausência

LGBTI celebram avanços em 10 anos de uniões homoafetivas no Brasil

Uniões foram reconhecidas pelo STF em 2011 como entidades familiares

O que deixou o Brasil à beira de uma crise hídrica histórica?

Irregularidade das chuvas ameaça abastecimento de água, impacta safra e encarece conta de energia no Brasil

Trabalho infantil aumenta pela primeira vez em 20 anos

Dados são de relatório da OIT e do Unicef divulgado hoje
- Publicidade -

Nove em cada 10 brasileiros consideram grave a situação da pandemia de Covid-19 no Brasil. A informação é da segunda etapa da pesquisa “Os brasileiros, a pandemia e o consumo”, da Confederação Nacional da Indústria (CNI). De acordo com o levantamento, o cenário é considerado grave por 89% da população. Há um ano, esse percentual era de 80%.

Para o diretor científico da Sociedade de Infectologia do Distrito Federal, José David Urbaéz, o aumento da percepção de gravidade da pandemia se deu pelo próprio agravamento da doença no Brasil, no início de 2021.

“Esse aumento na percepção da gravidade é o cenário que se construiu com a recrudescência [da Covid-19] e que de alguma forma mexeu com o negacionismo e a falta de percepção da realidade. As cenas terríveis de pacientes se sufocando por falta de oxigênio, o colapso nas estruturas hospitalares, o aumento significativo do número de casos e de óbitos; tudo isso cria um conjunto narrativo extremamente sensibilizador à população”, afirma.

A pesquisa foi realizada entre 16 e 20 de abril, com 2.010 pessoas. Para 93% das mulheres entrevistadas, a situação é grave ou gravíssima. Já entre os homens, esse percentual é de 85%. Por faixa etária, 86% da população entre 25 e 40 anos consideram a pandemia como grave. Já entre aqueles com mais de 60 anos, essa percepção sobe para 92%.

José David Urbaéz também cita outros fatores que levaram a população a se conscientizar sobre a gravidade da  pandemia, como a falta de sedativos para pacientes que precisam de intubação; as novas cepas do coronavírus, mais transmissíveis e letais; e o aumento de internações e mortes entre pessoas mais jovens pela Covid-19.

Arte - Brasil 61

Medidas de prevenção

Para o doutor Urbaéz, apesar do aumento na percepção de gravidade da situação, não se pode afirmar que as medidas de prevenção também se expandiram, já que grande parte da população – muitas vezes em situação de vulnerabilidade socioeconômica – continua se expondo ao vírus para trabalhar e se sustentar.

“Esses trabalhos ocorrem, em grande parte, em locais fechados, com má ventilação. Os trabalhadores são obrigados a tomarem sempre o risco para si, [como no caso] do transporte público. Todas essas circunstâncias desfavoráveis fazem com que a possibilidade de que a consciência da gravidade pudesse melhorar os cuidados não aconteça, porque está fora da governabilidade das pessoas”, esclarece o especialista.

Vacinação

Segundo o Ministério da Saúde, 39.742.084 pessoas já tomaram a primeira dose da vacina contra Covid-19, o que representa quase 19% da população, e 18.823.574 pessoas tomaram a segunda dose, cerca de 9% dos brasileiros. Os dados são do dia 26 de maio.

Para o infectologista, a campanha de vacinação contra a Covid-19 é fundamental para ampliar a cobertura da imunização no País.

“Por mais que vacinemos, nesse momento, dois ou três milhões de pessoas, ainda estaríamos longe de termos um percentual de vacinados de 50% da população com duas doses, o que permitiria um certo alívio no sentido de controle da pandemia”. Com a baixa vacinação, Urbaéz reforça a necessidade de aliar a vacinação às medidas de isolamento social.

O senador Nelsinho Trad (PSD-MS) defende a ampliação da cobertura vacinal contra a Covid-19 para atingir a imunidade coletiva.

“Tão importante quanto a vacina no braço da população é adquirir a chamada imunidade de rebanho. Quando se tem 70% da população imunizada, os anticorpos acabam sendo muito mais fortes que o vírus, dentro da população em geral. Com isso, se cria a imunidade de rebanho ou a imunidade coletiva”, afirma.

Os números da vacinação da Covid-19 no Brasil estão disponíveis em um novo portal do Ministério da Saúde. A plataforma contém informações atualizadas sobre as doses disponíveis e aplicadas em cada estado brasileiro; quando os laboratórios devem entregar novas doses; ranking mundial de vacinação; recomendações de proteção contra o coronavírus e outras informações sobre a pandemia.

Fonte: Brasil 61

- Publicidade -

Mais Notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -

Últimas Notícias

Brasil brilhou no skate na noite do décimo quarto dia de Olimpíada

Amanhã, país tem estreias nos saltos ornamentais e ginástica rítmica

Secretário Bruno Bianco é indicado para a AGU

Anúncio foi feito pelo presidente em redes sociais

Preço da cesta básica sobe em 15 capitais do país

Maiores altas foram em Fortaleza (3,92%) e Campo Grande (3,89%)

Poupança tem captação líquida de R$ 6,37 bilhões em julho

Depósitos superam retiradas pelo quarto mês seguido
- Publicidade -

Mundo Go!

4 super dicas de como cuidar de samambaia

Se você está procurando como cuidar de samambaia, ficará feliz em saber que essa não é uma tarefa tão difícil. Afinal, a samambaia é uma espécie resistente. Considerada uma das plantas mais antigas do mundo, ela espalha seu charme há 400 milhões de anos!

Segundo estudo, 38% das mulheres já foram infiéis durante os relacionamentos

Dizem que todo homem é infiel! Segundo a crença, a infidelidade seria de posse quase que única e exclusiva dos homens. Mas, sabe-se, que já não é bem assim.

5 sites gratuitos para conseguir cupons de descontos válidos

Enquanto os cupons de desconto se multiplicaram no Brasil, encontrar as melhores promoções na internet nem sempre é uma tarefa fácil, afinal, você precisaria desprender muito do seu tempo para visitar todas as lojas virtuais possíveis para, então, comprar qual é o melhor preço de determinado produto.
- Publicidade -
- Publicidade -