24.9 C
Belo Horizonte
Monday, 26 / July / 2021
- Publicidade -

Prefeito de BH recorre no STF contra decisão de Kassio Nunes sobre cultos na pandemia

Mais Notícias

Aryzta investirá R$ 400 milhões em Minas Gerais

Fábrica de pães vai gerar 1,3 mil empregos em Pouso Alegre, no Sul do estado

Governo de Minas divulga novo prazo para exigência do CRLV

Certificado de 2019 passa a ter validade até 31 de dezembro deste ano

Secretaria Educação divulga lista de escolas aptas para ensino presencial

Mais 79 unidades retomam atividades com os alunos nesta segunda-feira (28/6)

Minas Gerais tem 45.924 mil óbitos pelo novo coronavírus

Minas Gerais registra 209 óbitos nas últimas 24h
- Publicidade -

O prefeito de Belo Horizonte (MG), Alexandre Kalil (PSD), afirmou neste domingo (4) que irá cumprir ordem proferida pelo ministro Kassio Nunes, do Supremo Tribunal Federal (STF), para que se liberem os eventos religiosos na cidade neste momento de auge da pandemia. O pessedista afirmou, no entanto, que recorreu e aguarda retorno da Corte.

“Por mais que doa no coração de quem defende a vida, ordem judicial se cumpre. Já entramos com recurso e aguardamos a manifestação do presidente do Supremo Tribunal Federal”, disse, em nova manifestação pelo Twitter.  Na noite de sábado (3), ele havia dito que não cumpriria a liminar de Nunes. A capital mineira está sob a vigência de um decreto municipal que proíbe uma série de atividades presenciais, entre elas os cultos religiosos. A medida foi questionada junto ao STF pela Associação Nacional de Juristas Evangélicos (Anajure), que obteve a liminar.

Nos bastidores, a autorização para esse tipo de evento conta com forte lobby de igrejas evangélicas de grande porte. O pastor Silas Malafaia, da Assembleia de Deus, esteve entre os que comemoraram a decisão de Nunes. “Amanhã, tudo que é religião de Belo Horizonte com portas abertas”, conclamou, no sábado (3), em uma publicação virtual.

Também pelas redes sociais, o líder religioso chegou a agradecer ao ministro Kassio Nunes, à Anajure e ao Advogado-geral da União, André Mendonça. A AGU foi o órgão que provocou Nunes a reagir à declaração de Kalil de que a prefeitura de Belo Horizonte não cumpriria a liminar.

A pandemia vive seu auge no Brasil, que se tornou o epicentro mundial do problema e acumula mais de 330 mil óbitos pela doença, além de ter ultrapassado os 13 milhões de contaminações.

Por conta disso, especialistas que acompanham o desenrolar da crise sanitária têm recomendado que a população evite reuniões de grupo como medida de prevenção a uma proliferação ainda maior do novo coronavírus.

Por conta desse cenário, nos bastidores do Supremo, a decisão de Nunes teria sido mal recebida por outros magistrados da Corte e pode ser revertida em plenário.

Edição: Vinícius Segalla

- Publicidade -

Mais Notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -

Últimas Notícias

O futuro da Indústria é o Lean 4.0

Essa metodologia, que nasceu no chão de fábrica automotivo, é hoje reconhecidamente uma das melhores práticas de gestão industrial, e seu sucesso fez com que se expandisse também para outros segmentos

Caminhões autônomos movimentam peso de 35 mil ‘Maracanãs’ em mina de Minas Gerais

No local, veículos da Vale transportam minério de ferro sem operador na cabine desde 2016. Segundo a empresa, tecnologia diminuiu emissões de carbono e aumentou produtividade.

Mamografias logo após vacina contra covid-19 não é recomendada

Recomendação é que se espere de duas a quatro semanas

Exercício físico com supervisão é benéfico na pandemia

Saúde mental e física melhoram mais quando prática é supervisionada
- Publicidade -

Mundo Go!

Veja 8 dicas para preservar a segurança da mulher

A violência urbana pode acontecer a qualquer momento, seja na rua, no transporte coletivo, em locais públicos e até na sua própria residência. Com isso, a população se sente insegura e com medo de sair de casa.

7 cuidados para investir em microfranquias

As microfranquias, franquias com investimento inicial inferior a R$ 90 mil cresceram em 2020 e deve continuar crescendo

Como escolher a cadeira ideal para o home office e evitar dores

É muito importante saber como escolher a melhor cadeira para o home office, pois ela vai influenciar diretamente no seu conforto e na sua produtividade.
- Publicidade -
- Publicidade -