24 C
Belo Horizonte
Monday, 25 / October / 2021
- Publicidade -

Ansiedade: Impactos e Desafios

Mais Notícias

O comportamento infantil na Pandemia

Todos estamos vivendo tempos onde se encontram exacerbados angústias, medos, ansiedades.
- Publicidade -
ANSIEDADE, IMPACTOS E DESAFIOS

Quem nunca se percebeu ansioso que atire a primeira pedra!

Nunca se ouviu falar tanto sobre ansiedade como nos tempos atuais, porém esse sintoma não é tão moderno quanto parece.

A ansiedade sempre esteve presente entre nós. Desde os nossos ancestrais. Acreditem, ela foi uma das responsáveis para a preservação da espécie humana. Tendo função adaptativa, quem não fosse ansioso o suficiente não sobreviveria as ameaças do paleolítico.

Com a evolução e a civilidade outros perigos nos rondam e estressam, como a competitividade social, segurança, competência profissional, sobrevivência econômica, perspectivas futuras. Com a pandemia o perigo ficou ainda mais eminente, intensificando as patologias que a envolvem.

Você sabe o que é ansiedade?

A ansiedade é uma emoção inerente ao ser humano, considerada normal como qualquer outra emoção.

Relacionada ao sentimento de apreensão frente uma ameaça, perigo real ou imaginário.

Tem função protetiva e seu excesso acaba gerando sentimentos de agonia, aflição, impaciência, irritabilidade e comportamentos inadequados que afetam a si e o seu meio social.

A Ansiedade é uma excessiva agitação do sistema nervoso central.

Seus sintomas são em grande maioria físicos também, por isso tem ação paralisante e inibidora.

De origem cerebral, através do estágio de ameaça ocorre a geração do aumento de adrenalina e cortisol gerando um estimulo nas glândulas suprarrenais despertando assim, uma resposta de luta ou fuga. Tais respostas podem vir acompanhadas dos mais variados sintomas, sendo eles: atenção voltada para o perigo e sensações físicas aumento da frequência respiratória;(sufocamento; formigamento; desrealização), Aumento do fluxo sanguíneo, tensão muscular; pele mais fria; pálida) aumento da temperatura corporal aumento de suor), diminuição da produção de saliva (boca seca) aumento dos batimentos cardíacos (sensação de palpitação) ,intestino e estomago diminuem sua função: náusea; queimação; diarreia ou constipação.
A ansiedade é saudável quando ela é protetiva, ajudando a resolver o problema, nos levando a sair da zona de conforto. A mesma se torna patológica quando traz sofrimento e prejuízos trazendo impactos negativos a vida, supervalorizando os riscos, subestimando seus recursos de enfrentamento, sua capacidade de lidar com o problema.

4 SITUAÇÕES QUE A ANSIEDADE NÃO NOS AJUDA

1. Intensa/ dolorosa
1. Inesperada (do nada) – crises de pânico
2. Frequente (dura mais tempo do que deveria)
3. Atrapalha a nossa concentração/ trabalho
4. Atrapalha ou impede contatos sociais

A questão não é a ansiedade em si mas como ela se apresenta em momentos que não estamos sob fatores estressantes. De forma assim a ser desproporcional, trazendo prejuízos.

Quais são os Sintomas psicológicos da Ansiedade?

• Constante tensão ou nervosismo
• Sensação de que algo ruim vai acontecer ou que pode-se perder o controle
• Problemas de concentração
• Medo constante
• Descontrole dos pensamentos
• Dificuldade em esquecer o objeto de tensão
• Preocupação exagerada em comparação com a realidade
• Problemas para dormir
• Irritabilidade
• Agitação dos braços e pernas

Sintomas Fisiológicos:

• Taquicardia
• Fala acelerada
• Tensão muscular
• Tontura e sensação de desmaio
• Sensação de fraqueza ou cansaço
• Boca seca
• Agitação de pernas e mãos
• Mãos e pés frios ou suados
• Enjoo e vômitos
• Enxaqueca
• Insônia
• Irritabilidade
• Tensão muscular
• Dor de barriga ou diarreia
• Sudorese
• Rubor fácil
• Palpitação e dores no peito
• Tremores
• Desrealização – despersonalização – como se as coisas estivessem se movimentando ou parecendo fotos borradas.

Sintomas comportamentais:

• A prostração também pode ser um sintoma de Ansiedade, é importante ressaltá-la, pois paralisa o indivíduo, impedindo que o mesmo seja capaz de realizar o enfrentamento.
• Dificuldade de concentração
• Sensação de incompetência para resolver problemas dificultando as estratégias eficazes.
• Sabotagem
• Fuga do foco
• Perca de interesse
• Fuga
• Isolamento
• Irritabilidade
• Agressividade
• Impulsividade

A ansiedade quando não tratada leva ao alcoolismo, depressão, incapacidade funcional, vícios.
*Com a Covid-19 houve o aumento significativo de bebidas alcoólicas, podendo ser atrelado ao momento de intensa ansiedade, também podemos associar o aumento da violência doméstica.

Pessoas mais propensas a apresentar:

• Mulheres
• Viciados em jogos ou internet
• Grávidas
• Pessoas mais jovens

Causas:

• Não se sabe ao certo as causas mas fatores que influenciam no seu desenvolvimento:
• Genética: histórico de transtorno de ansiedade na família
• Traumas passados
• Problemas na infância
• Doenças Físicas
• Problemas cardíacos como arritmias
• Doenças hormonais como hipertireoidismo e hiperadrenocoticismo.
• Problemas respiratórios como doença pulmonar obstrutiva crônica
• Dores físicas crônicas
• Abuso de drogas, álcool ou
• Ruminações (fica remoendo os pensamentos até resolvê-los)
• Medicação como benzodiazepínicos
• Antecipação dos fatos
• Pensamentos disfuncionais como: Não vou conseguir! Eu não dou conta! (Retroalimentam a ansiedade)
• Preocupação quanto a exposição
• Preocupações excessivas, medo, competitividade, acontecimentos que causam estresse, abuso de substâncias (álcool, cigarro, drogas), e do estilo de vida adotado no qual não deixamos nosso cérebro descansar, celular, etc.

PRINCIPAIS TRANSTORNOS RELACIONADOS:

• Transtornos de Ansiedade Generalizada (TAG) – sem causa aparente – não necessariamente ligada ao ambiente
• Transtorno Obsessivo Compulsivo (TOC)
• Fobia Social (FS) – associado a interação social
• Transtorno de Estresse Pós Traumático (TEPT)
• Transtorno do Pânico (TP) – medo de ter o ataque – não saber quando vem – pessoa sente que vai morrer.

TÉCNICAS DE ENFRENTAMENTO

Primeiro passo: É IMPORTANTE ENTENDER QUE: NÃO É LETAL! Esse entendimento por si só JÁ VAI TE AJUDAR A DIMINUIR SUA ANSIEDADE, então acredite, tem uma duração limitada, Vai passar!

Entender que nem tudo está no nosso controle mas que pequenas atitudes podem nos ajudar:

• TCC- Técnica de Desafiar Pensamentos:
• (Pensamentos usam nossas Experiências passadas para adivinhar o que pode acontecer no futuro. Não são precisos e verdadeiros sempre…
• 1º passo: identificar o tipo de pensamento que tem surgido em sua mente
• 2º passo: desafiá-lo: existem outras suposições? O que você falaria para um amigo se ele estivesse passando por isso? Se o pior acontecer existe alguma ferramenta para lidar com isso?
• 3º passo: tentar construir um pensamento que tenha mais a ver com a realidade e que desenvolva soluções para lidar com aquele problema
Isso ajuda a perceber a nossa capacidade de lidar com o que não temos controle.
• Técnica de Visualização: Imaginar qual a sensação vai sentir quando a ansiedade voltar ao nível inicial, nos faz lembrar que a ansiedade é passageira
• Colocar ações que mostrem para o nosso cérebro que aquilo não é uma ameaça
• Como eu agiria se não estivesse ansioso
• Praticar atividade Física regularmente
• Meditação
• Fazer exercícios respiratórios
• Mindfulness
• Ouvir músicas relaxantes
• Ser mais organizado
• Ter foco e ocupar-se mais com o presente
• Ficar mais tempo com quem se ama
• Praticar o autoconhecimento
• Valorizar seu momento de descanso e preservar suas horas de sono
• Avaliar a credibilidade dos pensamentos negativos e questioná-los.
• Dedicar momentos para cuidar de você.
• Estabelecer limites para o uso de aparelhos tecnológicos
• Ler
• Escrever sobre seus sentimentos
• Atividades que te tragam prazer
• Mentalizar pensamentos positivos
• Aceitar as próprias limitações. Podemos não saber algumas respostas, não somos perfeitos.
• Tratamento: psicoterápico e psicofarmacológico.
• Respiração: trabalhar uma respiração mais refinada utilizando o diafragma.
• Técnica da distração: Voluntariamente volta-se o pensamento para algo que exija em esforço mental, contar de 4 em 4; lembrar o nome dos membros familiares, etc.

Para alcançarmos resultados positivos no enfrentamento é Importante a troca de olhar, deve ocorrer a mudança de percepção.

Dicas:

• Filtre as informações sobre o assunto (evitar manter os noticiários ligados sempre).
• Evite abrir as redes sociais o tempo todo (separe um momento do dia para abrir instagram, twitter, facebook, e lembre-se que nem tudo que se vê é verdade, vivemos um cenário de muitas notícias duvidosas, priorize fontes confiáveis)
• Leia livros, assista filmes, permita-se em alguns momentos transportar-se para outras realidades, algo que acalme sua mente.
• Seja solidário, dando atenção mesmo que virtual ou por ligação para pessoas que se encontram mais vulneráveis, se oferecendo para fazer compras, etc. A ao exercitar a empatia você se sentirá menos impotente.
• Compartilhe histórias positivas: casos de recuperação, boas ações, pensamentos e palavras otimistas,ajudando as pessoas a renovar sua esperança. Acredite, as palavras tem um grande poder!
• Expresse o que sente por meio de atividades: escreva, pinte, desenhe, cante.
• Crie uma rotina: ela ajuda a organizar sua mente durante o isolamento. Mantenha horário de trabalho, intervalos, refeições, lazer, descanso, se arrume mesmo que para ficar em casa, evitando passar o dia todo de pijama na cama, pois a longo prazo não será saudável.
• Faça exercícios físicos: ajuda a melhorar o estresse, autoestima, qualidade do sono, concentração- temos ai várias pessoas disponibilizando aula online gratuita de yoga, treinos aeróbicos
• Faça exercícios respiratórios: coloque uma mão no abdômen e a outra no peito, respire profundamente e expire pela boca, repita o processo dez vezes.

Habilidades que nos ajudam no enfrentamento da ANSIEDADE:

• Autocompaixão: agir conosco como agiríamos com pessoas que amamos, respeitando que não somos perfeitos (nos ajuda a enfrentar adversidades de uma forma mais produtiva)
• Resiliência: capacidade de se recuperar de situações de crise e aprender com ela.

DESAFIO

Agora é com você!

Procure devagar encontrar estratégias de enfrentamento que você se identifique, tente aplica-la. Tendo sucesso escolha outra, e depois outra. Um dia de cada vez, vá mudando a sua forma de pensamento, mude o olhar.

Se respeite, se acolha, se priorize, se abrace, se cuide! Você consegue! Alice Sá – Psicóloga



Novo método psicológico é capaz de recuperar qualquer relacionamento

A psicologa e especialista em relacionamentos Renata Santos descobriu o REAL motivo de seu relacionamento não ser mais como no início (NADA A VER com a idade, beleza física ou rotina).
- Publicidade -

Mais Notícias

5 COMENTÁRIOS

  1. olá Alice, o mundo de hoje se tornou muito individualista e exibicionista, as pessoas estão mais preocupadas com o que pensam de si que o que realmente se precisa. e talvez isto seja um fator desencadeador para a ansiedade, as pessoas esquecem de viver pra si e se preocupam em viver como se dita a regra da maioria. a ansiedade, acredito eu, tem como gatilho o excesso de cobrança da sociedade sobre como se deve viver. Se focarmos em nós mesmo, talvez seria mais fácil despistar a ansiedade, não sei se estou falando besteira, mas acredito eu, que todos nós temos um grau de ansiedade, e cabe a cada um tentar controlar olhando pra si, pois cada pessoa é diferente da outra, assim também como o auto conhecimento de cada um é diferente. precisamos nos conhecer bem pra saber o que realmente precisamos e deixar de viver a ditadura exposta pela sociedade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -

Últimas Notícias

Brasil brilhou no skate na noite do décimo quarto dia de Olimpíada

Amanhã, país tem estreias nos saltos ornamentais e ginástica rítmica

Secretário Bruno Bianco é indicado para a AGU

Anúncio foi feito pelo presidente em redes sociais

Preço da cesta básica sobe em 15 capitais do país

Maiores altas foram em Fortaleza (3,92%) e Campo Grande (3,89%)

Poupança tem captação líquida de R$ 6,37 bilhões em julho

Depósitos superam retiradas pelo quarto mês seguido
- Publicidade -

Mundo Go!

Segundo estudo, 38% das mulheres já foram infiéis durante os relacionamentos

Dizem que todo homem é infiel! Segundo a crença, a infidelidade seria de posse quase que única e exclusiva dos homens. Mas, sabe-se, que já não é bem assim.

Conheça as 7 raças de cachorro mais popular do Brasil

Separamos as 7 raças de cães mais populares do Brasil.

4 super dicas de como cuidar de samambaia

Se você está procurando como cuidar de samambaia, ficará feliz em saber que essa não é uma tarefa tão difícil. Afinal, a samambaia é uma espécie resistente. Considerada uma das plantas mais antigas do mundo, ela espalha seu charme há 400 milhões de anos!
- Publicidade -
- Publicidade -